terça-feira, outubro 27, 2015

Volatilidade

A vida é volátil. Ainda no domingo estava contente com a notícia de ser tio de novo. Hoje houve um problema e a gravidez tem de deixar de existir. Estou com muita pena pelo meu irmão e companheira. Porque não foi esperado ou planeado, o feijãozinho causou ainda mais emoção. Hoje imagino a desilusão. Contudo, já sei por experiência própria que o ser humano adapta-se. 

6 comentários:

Margarida disse...

:(

O Anfitrião de Lisboa disse...

Ainda há uns tempos passei por coisa parecida.
Depois da euforia de uma gravidez não prevista, veio a depressão geral.
Mas a vida suga-nos, e tudo continua.
Tempo é o que é preciso!

No Limite do Oceano disse...

Não há outro remédio, podemos não gostar da mudança mas acabamos sempre por nos moldar ao que a vida nos impõe.

Horatius disse...

Ma notícia do dia
Mas temos de seguir em frente!

Anónimo disse...

Não tenho palavras. :(

Magg

Anónimo disse...

Espero que nao tenha sido nada de demasiado grave.

Zeg