quarta-feira, Abril 23, 2014

Dicas de uma actriz profissional...


O gato que não cheguei a ter

Estas férias encontrei um gato laranja de olhos verdes a viver numa garagem. Curiosamente o gato aproximou-se de mim e deixou que fizesse festas, roçava-se todo nas minhas pernas, nos pés. Decidi no dia seguinte ir comprar uma transportadora e trazer o gato (que é vadio) para Portugal. No dia seguinte, haviam carros a passar na garagem, uma pessoa a varrer, barulhos, e o gato lá estava, mas sempre que me aproximava fugia. Usei todos os truques e mais alguns até que não podia atrasar mais a viagem e vim embora. O homem que andava a varrer disse-me que um dos vizinhos quer meter uma armadilha para caçar o gato que lhe rompeu o estofo da mota. Ainda fiquei mais chateado por saber que o gato corre risco de vida. Até já tinha nome para ele e tudo. E íamos ser amigos.

ODEIO A ZON

Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio Odeio...

já desabafei e finalmente livrei-me deles.

terça-feira, Abril 22, 2014

Turista queixa-se à polícia. Fizeram-lhe sexo oral...

Esta história tinha de acontecer com irlandeses (também podia acontecer com polacos). É curiosa. Para quem quisere ler o link está aqui.

domingo, Abril 20, 2014

Uma conspiração de estúpidos

Há muito tempo que não lia nada de tão alucinado. Primeiro estranha-se, mas depois entranha-se. Trata-se de uma história passada em New Orleans com uma visão diversificada e acutilante das suas gentes procurando o sentido sociológico e caricatural  das mesmas. Gostaria de ter lido a versão original porque a tradução portuguesa está um pouco ao lado. Os erros de revisão são constante e muitas vezes, pelo conhecimento que eventualmente podemos ter de alguns dos grupos caracterizados, percebemos que nunca se expressariam da maneira como foram traduzidos. Apesar disso, o existencialismo hipocondríaco (e mais 17 adjectivos que se podem ser aplicados) do personagem principal é genial. Roça o inacreditável e entra no aditivo. Gostei bastante, em particular da forma como a história resolve no final.

Grand Budapest Hotel

O último filme de Wes Anderson é uma das coisas mais interessantes que vi nos últimos tempos. O argumento está muito bem construído, de forma inteligente, os personagens são altamente originais e bem defendidos pelos protagonistas numa parada de estrelas com não se via há algum tempo. Ralph Fiennes está estupendo e o realizador também. Este filme tem de ser visto. Não pode ser contado. Uma peça bastante especial.

17/20

sábado, Abril 19, 2014

Ocho apellidos vascos

A comédia sensação em Espanha (nomeadamente o filme mais rentável de sempre em apenas 6 semanas) é mesmo divertido. Cruzando os estereótipos dos Andaluzes com os dos Bascos conseguiu-se uma comédia de costumes altamente caricatural, mas com piadas eficientes. O que acontece quando se juntam os improváveis é o princípio base de uma história de amor que tem tudo para dar mal. 

16/20

Frozen

A Disney já fez bem melhor. Apesar de alguns momentos engraçados parece que o esgotamento de ideias de personagens e uma constante. Há que inventar outra narrativa. Não obstante a animação é de uma qualidade cada vez impressionante.

11/20

ps. espero que a minha sobrinha não descubra a minha opinião sobre o filme preferido dela.

Um quente Agosto

Há algum tempo que não via um filme tão duro. A violência psicológica é incrível. Este filme que narra a miséria familiar de uma família de Oklahoma, onde mulheres fortes expressam coisas saídas desse lugar onde devia estar um coração e há um buraco vazio. A quantidade de boa interpretação é impressionante - desde a bélica Meryl Streep à abstraída Juliette Lewis - contudo acaba por constituir-se como o problema do filme que não arranca do exercício de interpretação para a história fluída. Nota-se que o texto foi construído para teatro. No fim, retemos apenas a amargura de todas aquelas personagens e que a Meryl Streep teve outro dos seus grandes protagonismos. 

14/20

Conversar na cama

No inicio era uma pratica comum, depois por alguma razão acabou por se perder. Mas assim do nada as férias trouxeram o hábito de volta. Há uma intimidade adstrita ao ato que torna o entendimento das coisas conversadas mais profundo. 

quinta-feira, Abril 17, 2014

Tanto movimento em 7 dias

Barcelona, Atenas e Málaga. Este homem necessita descanso.

Coisas que acontecem


sexta-feira, Abril 11, 2014

Vítima da gula

Se há coisa que eu odeio é a mistura de chocolate com laranja (quem inventou isto deveria estar doido). Mas hoje depois de comer uma tira de chocolate oferecida, levei involuntariamente um sugo de laranja à boca. Nãooooooooooooooooooo... ainda estou sobre o efeito da náusea.

Eles faziam tão boa música...




Push It - Garbage

Assaltos em directo

Hoje assisti a um assalto em directo no eléctrico. Uma romena roubou um turista alemão velhote com uma limpeza. O que ninguém esperava é que o homem se levantasse como uma flecha em direcção à porta do eléctríco  e se lançasse sobre ela na rua. Recuperou a carteira.  E eu pensei «bolas, mais um a dizer que a Merkel deve ter razão quando diz que Portugal é ingovernável».

quinta-feira, Abril 10, 2014

Ideia

A ideia do meu sofá já me tem agarrado. Só faltam 7 horas para nele estar esticado. Que pensamento mais atraente...

Memórias de uma infância longínqua


quarta-feira, Abril 09, 2014

Torre de Babel

Tudo bem que estou numa reunião internacional. Dezasseis países, mas falamos todos inglês. Há duas horas que sinto que estou a ouvir inglês e que estou a falar em inglês, mas não faço puto ideia do que é que estamos a falar. As pessoas começaram a teorizar e não param. Tecnicamente o que estão a discutir é quase nada. Fico tão frustrado por ainda tentar abrir a boca e explicar o que se está a passar. 

terça-feira, Abril 08, 2014

Quem te avisa... (adoro!)


É o que dá a falta de cultura popular

Uma ex colega de trabalho tem dois filhos chamados Lucas e Mateus. Não consigo pensar na criança sem pensar na dupla brasileira de música...errr, ligeira (pronto, chamemos-lhe assim).

O CD da Kylie é bom e está a passar despercebido



Sexy Love - Kylie



Les Sex - Kylie



Fine - Kylie

segunda-feira, Abril 07, 2014

Vou ter de cantar isto no fim de semestre



Written in the Stars - Aida Broadway Original Cast

Nestas alturas é que compreendo que sou uma pessoa que gosta de cantar e não um cantor. Um cantor canta a música e vive-a e defende-a até ao fim. Eu, sempre que me metem uma música que não gosto da melodia ou que acho a letra atroz (como é o caso nesta música, em que acho a letra tão açucarada e trágica de uma maneira que nunca diria na vida real) faço passar a emoção do C-3PO (andróide do Star Wars). Sou apenas uma pessoa que gosta de cantar aquilo que escolhe. Mais uma prova do meu mau feitio (mas tento melhorar).

É sentirmo-nos gratos por viver num país (minimamente) democrático?

A história de um miúdo de 9 meses, no Paquistão, condenado por atirar pedras à polícia é no mínimo inacreditável. Assim de repente o absurdo faz-nos rir, mas se pensarmos um bocadinho, há todo um aspecto grotesco no acontecimento e dá vontade de valorizar um pouco mais a liberdade de que usufruímos. Na realidade não é um bem universal e é tão fácil esquecê-lo.
 
Toda a história aqui

sexta-feira, Abril 04, 2014

Casamento gay (dêem uma oportunidade aos deputados)

Aqueles deputados que são acusados de estar no armário e que votaram contra casamento gay não têm é tido a opinião de se expressar. Perguntem-lhes o que pensam do sexo gay. Eles continuarão a dizer que o casamento gay é pecado, mas que sexo gay é fabuloso. :)

Decadência total

Que provas mais necessitamos sobre a decadência cultural portuguesa?
 - Suzy no festival
 - Sei lá da MRP no cinema
 - Jorge Jesus a falar
 -
Aceitam-se mais sugestões de prova ;)

Concorrer ou não? Eis a questão.

Recebi mais um email do Pedro Chagas Freitas, desta feita para um concurso de poesia. O que me chateia nisto é que são as pessoas que pagam o concurso e eventualmente o prémio. E para uma análise crítica personalizada à sua escrita têm de pagar 50 euros extra aos 35 do concurso. Do meu lado tomei a decisão (no início deste ano) de aproveitar todas as coisas que produzi até hoje e não as deixar na gaveta. Mas posso sempre enviar a uma editora a poesia que tenho escrita sem que tenha de passar com o concurso.

quinta-feira, Abril 03, 2014

Marido e Mulher

Mulher - Onde vais?
Homem -Vou sair um pouco.
Mulher - Vais de carro?
Homem - Sim.
Mulher - Tem gasolina?
Homem - Sim.... Eu abasteci.
Mulher - Vais demorar?
Homem - Não... coisa de uma hora.
Mulher - Vais a algum lugar específico?
Homem - Não... só andar por aí.
Mulher - Não preferes ir a pé?
Homem - Não... vou de carro.
Mulher - Traz-me um gelado!
Homem - Trago... que sabor?
Mulher - Morango.
Homem - Ok... no regresso para casa eu passo no supermercado e compro.
Mulher – No regresso?
Homem - Sim... senão derrete.
Mulher - Passa lá agora, compras e deixas aqui..
Homem - Não... é melhor não! Na volta... é rápido!
Mulher - Ahhhhh!
Homem - Quando regressar acompanho-te a comer um!
Mulher - Mas tu não gostas de morango!
Homem - Eu compro outro... de outro sabor.
Mulher - Assim fica mais caro... traz de ananás!
Homem - Eu também não gosto de ananás.
Mulher - Traz de chocolate, então... ambos gostamos.
Homem - Ok! Beijo... já venho....
Mulher - Ei!
Homem - O que é?
Mulher – De chocolate não... Flocos...
Homem - Não gosto de flocos!
Mulher - Então traz de morango para mim e do que quiseres para ti.
Homem - Foi o que eu sugeri desde o princípio!
Mulher - Estás a ser irónico?
Homem - Não, não estou! Vou indo.
Mulher - Vem cá dar-me um beijo de despedida!
Homem - Querida! Eu já venho... depois dou.
Mulher - Depois não... quero agora!
Homem - Ok! (Beijo.)
Mulher - Vais no teu carro ou no meu?
Homem - No meu.
Mulher - Vai antes no meu... tem leitor de cd... o teu não!
Homem - Não vou ouvir música... vou espairecer...
Mulher - Estás a precisar?
Homem - Não sei... vou ver quando sair!
Mulher - Não demores!
Homem - É rápido... (Abre a porta de casa.)
Mulher - Ei!
Homem - Que foi agora?
Mulher - Que bruto! Vai, vai-te embora!
Homem - Calma... estou a tentar sair e não consigo!
Mulher - Por que queres ir sozinho? Vais-te encontrar com alguém, é?
Homem - O que queres dizer com isso?
Mulher - Nada... não quero dizer nada!
Homem - Que se passa?... Achas que te estou a trair?
Mulher - Não... claro que não... mas sabes como é..
Homem - Como é o quê?
Mulher - Homens!
Homem – Em geral ou referes-te a mim?
Mulher - Geral.
Homem - Então não é meu caso... sabes que eu não faria isso!
Mulher - Ok... então vai.
Homem - Vou.
Mulher - Ei!
Homem - Que foi, porra?
Mulher - Leva o telemóvel, estúpido!
Homem - Para quê? Para me estares sempre a ligar?
Mulher - Não... caso aconteça algo, tens o telemóvel.
Homem - Não... deixa estar...
Mulher - Olha... desculpa pela desconfiança, estou com saudades, só isso!
Homem - Ok, meu amor... Desculpa-me se fui bruto. Amo-te muito!
Mulher - Eu também! Posso cuscar no teu telemóvel?
Homem - Para quê?
Mulher - Sei lá! Jogar um joguinho!
Homem - Queres o meu telemóvel para jogar?
Mulher - Sim.
Homem - Tens a certeza?
Mulher - Sim.
Homem - Liga então o computador... está cheio de joguinhos!
Mulher - Não sei mexer naquela lata velha!
Homem - Lata velha? Comprei-o no mês passado!
Mulher - ok... então leva o telemóvel senão eu vou cuscar...
Homem - Podes mexer à vontade... não tem lá nada...
Mulher – Ai sim?
Homem - Sim.
Mulher - Então onde está?
Homem - O quê?
Mulher - O que deveria estar no telemóvel mas não está...
Homem - Como?
Mulher - Nada! Esquece!
Homem - Estás nervosa?
Mulher - Não... não estou...
Homem - Vou sair então!
Mulher - Ei!
Homem - O que ééééééé ?
Mulher - Já não quero o gelado!
Homem - Ai sim?
Mulher - Sim!
Homem - Então eu também já não vou sair!
Mulher – Ai sim?
Homem - Sim.
Mulher - Boa! Vais ficar aqui comigo?
Homem - Não ...estou cansado... vou dormir!
Mulher - Preferes dormir a ficar comigo?
Homem - Não... vou dormir, só isso!
Mulher - Estás nervoso?
Homem - Claro, porra!!!
Mulher - Porque é que não vais dar uma volta para espairecer?!?!...

LOLOLOL... Já sei de onde vem a expressão "estás quitado"



A ação começa aos 1.33min

"O perito" Short comedy film

É assim que ela me hipnotiza


Estabelece contacto visual e depois mentalmente vai-me enviando a mensagem «Tu gostas de gatos, tu gostas de gatos». Estou enfeitiçado...

quarta-feira, Abril 02, 2014

terça-feira, Abril 01, 2014

Esta música deixa-me bem disposto



You can't stop the beat - Hairspray

Atchim...

O lindo passeio de ontem rendeu-me uma bela constipação. Já me sinto a Floribela «não tenho nada, mas tenho muco, muco...»

segunda-feira, Março 31, 2014

Sim... mais uma dos 90's.



I'm gonna get you - Bizarre Inc.

Sou tão esperto

Os colegas convidam-me sempre para ir dar um giro à hora do almoço para não estar sempre enfiado na sala. Nunca vou. Hoje fui. Porque até está um tempo lindo, um céu maravilhoso e eu sempre desejei ter as calças encharcadas e as pernas geladas até ao osso.

domingo, Março 30, 2014

A manipuladora.


Nunca senti a menor aptidão por gatos, mas a Chica Cool (a gata do respectivo) acabou por me trocar as voltas. Como é paciente demorou 3 anos e tal a conquistar-me. Tinha tudo pensado desde o primeiro momento e eu ali a ser manipulado. Já lhe meto mantinhas para aninhar-se, isto parece um casamento. Medo.