sexta-feira, agosto 16, 2013

Parvalhões...

Hoje, mais uma vez, um taxista quase conseguiu roubar-me o bom feeling ganho nas férias. Eu sou um cliente que vem com malas e eles prestadores de serviços. Até aqui tudo bem. O problema acontece sempre quando já dentro do carro digo qual é o destino. Uns fazem trombas, outros chegam a resmungar que estiveram horas à espera para fazer um serviço pequeno. Eu não tenho culpa de morar relativamente perto do aeroporto. O de hoje mandou-me tirar as malas da bagageira. Ok. Ficou sem gorja. Pelos vistos quem mora na coroa norte da cidade não tem direito a andar de taxi. Para a próxima vez pergunto em voz alta se alguém se importa de fazer o serviço. É a quinta vez que me acontece.
 
 

6 comentários:

AM disse...

Os taxistas de Lisboa são, na generalidade, os piores profissionais do país que conheço. Penso que não devia ser permitido qualquer um ser taxista. Como visitante da cidade, fico com a pior impressão dela. São um dos piores postais da capital.

jmx disse...

Os taxistas das Partidas não são assim... até parece que o país é outro! Eu nunca mais apanhei taxis nas chegadas.

João Roque disse...

O problema é que não podes apanhar taxis nas Partidas, João...
Eles largam os clientes e não podem iniciar outro serviço. Pelo menos foi isso que me informaram.

Arrakis disse...

Já me aconteceu tantas vezes e há sempre confusão extra com as taxas adicionais. É certinho, há discussão porque o R. não se deixa ficar. lol XD!
São como o Alex diz um péssimo cartão de visita, é uma classe sem brio, nem profissionalismo.

Unknown disse...

também me aconteceu isso um dia que quis ir de sete rios a benfica!!! mas que raio de culpa eu tenho?!
não é por ser uma viagem pequena que eu tenho de ir a pé!

Namorado disse...

Pois... são do piorio mesmo...