segunda-feira, novembro 10, 2014

E as coisas são mais ou menos assim...

Eu gostaria de ter um namorado da minha idade, os homens da minha idade querem miúdos de 25 anos e os miúdos de 25 anos querem-me a mim. Parece quase a "Quadrilha" de Carlos Drummond de Andrade.
 
Na realidade, para sexo, sou querido por diversos escalões de idade, mas para namoro só por gente muito mais jovem e normalmente com o argumento «tu és bem parecido, inteligente, cheio de interesses e vais puxar por mim e alargar os meus horizontes».  Não sei porquê, mas este argumento não me deixa lá muito descansado. E por mim quem é que puxa? Gostava mais de um argumento tipo «somos ambos pessoas de confiança, com interesses, e vamos acrescentar muito um ao outro».
 
Quando alguém invoca a experiência do outro para alargar horizontes, o que acontece depois quando os horizontes estiverem amplos? Goodbye Maria Ivone? Ando um bocado à nora com estes argumentos. Assim sendo, continuo  a minha vidinha e pode ser que um dia destes oiça o que gostava de ouvir.
 
A monogamia está assim tão fora de moda?
 
 

11 comentários:

Francisco disse...

De facto, quando já fizemos alguns kms de vida, e temos que voltar a atrás ou simplesmente parar...

Quanto ao arranjares namorado, será um euromilhões. Pois! Não é fácil encontrar aquela pessoa, com os mesmos interesse que nós e no mesmo período de tempo...

Cada panela tem a sua tampa, já diriam as nossas avós :)

Abraço

silvestre disse...

Desde a última vez que estive solteiro, as coisas mudaram muito. Os smartphones e o mundo das aplicações arruinam o romance :)

Leonel S. disse...

Não acho que a monogamia esteja fora de moda. A maioria procura relações estáveis se bem que depois, nem todos conseguem ser manter-se fieis...
Quanto a relações com grandes diferenças de idades, têm tudo para funcionar, só não tenho a certeza como funcionarão a médio/longo prazo quando a diferença de idades for mais evidente

N a m o r a d o disse...

Não. Apenas o mundo tem outra velocidade. Mas ainda há quem seja as coisas de outra forma e cujo tempo é contado de outra maneira.

Anónimo disse...

Concordo, que o prazer da conquista, da sedução,... se vai perdendo com todo este mundo virtual, cibernético,...
e porque só falas de mais novos e da mesma idade? poqreu não encaras a hipotese de mais velhos? (não me recordo da tua idade, por isso a pergunta é retorica...)
abraço
João

Renato Miguel Araújo disse...

Na verdade o que me incomoda é a ideia de não crescer junto... isso de fazer crescer de forma ativa ou passiva faz-me espécie. E eu no limbo, numa idade em que não tenho assim tanto para ensinar e já não me falta aprender tudo!

silvestre disse...

@renato: concordo. devia ser um processo partilhado.

silvestre disse...

@joão: eu tenho 40 anos. E falo em mais novos porque é o grupo que mais me "pretende". Eu também não tenho nada contra mais velhos. Sempre achei que o ideal era mais +/- 5 anos do que a minha idade. Mas nada está escrito em pedra. Desde que haja um corpo são e a mente sã, tudo são oportunidades.

Leonel S. disse...

Eu encaixo nesse +/- 5 anos, não fosse eu comprometido...
(just kidding)

silvestre disse...

@Leonel: Ehehehe, coisas da vida. Mas olha se conmheceres alguém decente, corpo cuidado e mente ágil manda-o ao blogue. tenho inscrições abertas para audições :-p

Anónimo disse...

onde estão as inscrições? será que esou míope... de qualquer maneira não me candidato... já ultrapassei atolerância de +/-5 ;-)
João