quinta-feira, novembro 20, 2014

Interstellar

Mixed feelings. Não posso dizer que o filme não esteja bem feito, não posso dizer que não existe um ação bem conduzida. Contudo, tal como o "Lucy" de Luc Besson, este filme aborda questões quase metafísicas e para lá da actual compreensão humana. Defender uma tese assim, necessita de um suporte visual que consiga mobilizar a capacidade do receptor de digerir a informação, por si só, muito densa. A solução encontrada não foi a melhor e o expectador desliga porque parece absurdo a utilização de algo que não compreende, a respeito de um assunto que se pretende credível. Não deixa por isso de ter ideias bastante interessantes.
 
13/20
 
 

6 comentários:

iLoveMyShoes disse...

Hmmm... o Lucy não me fascinou... e este pelos vistos vai pelo mesmo caminho... acho que passo e aguardo que dê na tv...

Margarida disse...

eu gostei muito. enfim, é difícil explicar a cena, mas o tempo ser circular, e o Cooper estar naquele lugar 'não-lugar' e voltar ao passado e a filha estar a ouvi-lo... achei isso espectacular.
mas é ficção, e uma boa ficção.

silvestre disse...

@ilovemyshoes: wise decision!

silvestre disse...

@margarida: a dobra do tempo não foi bem conseguida. deviam ter explorado outras opções estilisticas. a meu ver apenas

Anónimo disse...

s,
como só um 13?..

raça do miúdo! tou aqui, tou a deixar de continuar a seguir-te o blog rapaz!

:P

m

AdamWilde disse...

Não podia discordar mais de ti. Achei o filme bem conseguido a história fantástica e sem pontas soltas. Tudo é bem explicado e o filme é muito envolvente, com uma banda sonora fantástica (Hans Zimmer, não é?).
Não sei se é por eu gostar muito de ficção científica e por já estar habituado ao género (as ideias deste filme são muito abordadas em Doctor Who), mas o filme é de facto qualquer coisa!
Saí do cinema como já não saía há imenso tempo, com uma sensação de arrebatamento...
Ando a tentar convencer alguém que me pague o bilhete para ir ver o filme outra vez e tudo hahaha