quarta-feira, dezembro 12, 2012

Vou ter de ir ao Finalmente

Marcam-me uma festa no Finalmente. Nunca fui. Só oiço dizer que é mínimo, apertado e cheio de fumo de tabaco. Escusado será dizer que a vontade é mínima também. Alguém me pode informar sobre o tipo de música que passa lá? Se ao mesmo é "dançavel"?

4 comentários:

Alex disse...

Eu penso que não gostarás.
Só lá fui uma vez, e marcou-me para o resto da vida, como uma das minhas melhores experiências. Adorei o ambiente subterrâneo, um público mais maduro que nas discos teen gay, o espaço apertado com um mini palco onde não há espaço para distâncias, um show, o primeiro e único, de travestis, que me transportam para as maravilhosas películas de Almodóvar, uma figura pública podre de bêbada (Elsa Raposo) a rastejar aos meus pés, e o meu primeiro engate em público, com direito a cena 'cinderela à meia noite' em cima do palco. Ah... nostalgia...
A música é dançável.
A tua companhia fará do espaço uma coisa boa, divertida. Não o espaço por si. Se não toleras tabaco, evita.

Eolo disse...

Ui que degredo. É sui generis, prepara-te para ser apalpado à entrada e à saída e imagina que é alguém giro.

Do que eu me lembro, é música pop remixada, o costume.

Arrakis disse...

O Alex já disse o mais importante. Já não vou lá há uns tempos, mas a música é variada, já lá ouvi de tudo lol XD

Namorado disse...

Nunca fui... mas só ouvi comentários negativos a respeito...