domingo, dezembro 23, 2012

Tu és mesmo assim?

Ontem depois de muito tempo sem o fazer saí para dançar. Não sei o que se passa, mas os amigos agora andam todos em jantares ou já não gostam de sair e dei por mim sozinho no bairro a ver se via passar alguém. Sabia que havia  a festa no Teatro do Bairro e pelo menos aí ia encontrar 1 ou 2 pessoas conhecidas, mais não fosse para conversar. Depois da melhor caipiroska de Lisboa no Fiéis, segui para a festa, que incialmente esteve morna, e comecei a dançar. Estive com um amigo que gosta de dançar, mas uma boa parte do tempo estive sozinho. Em especial no set do DJ António Almada que é do melhor que aí anda. Libertei as tensões do mês inteiro e senti-me em êxtase. Estava na minha a dançar como se a música fosse a única coisa que existisse. Fui abordado por uma rapariga que me perguntou se eu era mesmo assim ou se tinha tomado drogas. Estava a observar-me havia algum tempo e ficou na dúvida. Na pista de dança não uso substâncias para lá de um ocasional sumo de laranja. Saí da festa tão feliz que hoje nem precisei de despertador. O meu cérebro despertou sozinho depois de 7h de sono. E continuo bem disposto. Muito bem disposto.

4 comentários:

Namorado disse...

Ir para a noite sozinho, não vou lol tenho vergonha lololol

iLoveMyShoes disse...

:) saudades de ir dançar... acho que vou fazer isso um dia destes!! :)

Edu Verme disse...

Pena que não moro em Portugal ou você no Brasil. Eu também costumo sair sozinho para dançar. Os amigos estão ficando velhos e já não fazem mais nada do gênero, e quando saem ficam em seus cantos parados, observando.

silvestre disse...

Pois já sabes Edu, se passares por Lisboa tens um parceiro para baladas ;)