quinta-feira, maio 22, 2014

Existencialismos

Li hoje num livro que há pessoas que não podem estar sem fazer. Uma pessoas questionava-se sobre conseguir ser assim, porque ela não tinha sido ensinada a estar sempre a fazer. Tinha aprendido sim a ser. Algumas pessoas estão tão ocupadas a fazer que acabam por perder o sentido do ser. Bom ponto de vista. Lembrei-me da minha fome do mundo. 

2 comentários:

Namorado disse...

E eu que quero estar sempre a fazer coisas, mas não gosto de acabar nada? :s

um coelho disse...

O importante é saber ser enquanto se faz. E fazer enquanto se é, lol