domingo, maio 18, 2014

not so well...

A Limão não consegue compreender que não pode fazer xixi no chão. Para isto confesso que não estou preparado. Não estou em casa corre a coisa bem, estou em casa. Mija no chão não para de morder e ontem começou com o morder da roupa que trago vestida. Não responde às advertências e tudo aquilo que me dizem funcionar falha. O vinagre, o soprar para o nariz, o toque no nariz, o dizer um não firme. Tudo isto vai ao lado. Estou cansado e isto não ajuda. Não percebo nada do que se passa. Não sei se a devia fechar num quarto e deixá-la lá o dia todo quando não estou. Mas isso não resolve os problemas de quando estou. E quando chego a casa está tudo bem. O problema é depois. Algo me diz que isto vai piorar. Se no início gostava de dormir junto a mim, agora só debaixo de almofadas. Que os anjinhos me dêem forças porque algo me diz que a experiência gato vai ser progressivamente menos gratificante a menos que algumas coisas entrem nos eixos... (suspiro).

4 comentários:

M. disse...

ela dorme o dia todo tu longe de casa. tu chegas ela sente-se a rainha. não conhecia essa do vinagre. confina-a a um espaço pequeno. existem umas fraldas grandes que os vet. colocam no chão dos cubículos, para animais doentes. espalha-as pelo chão. há pacotes à venda no jumbo.
morder a minha elvira também o faz e já tem quase um ano. atira-se às minhas pernas. tens que ter muita paciência. eu às vezes não tenho. grito-lhes. não devia fazer, eu sei.
a limão é muito pequena. eu esfregava o nariz dos gatos na areia e no sítio onde faziam fora. mesmo assim, tive um, o pitágoras, que desisti, só fazia a primeira vez, na areia limpa, depois, era fora, juntinho, mas fora. pelo menos, fazia no wc, era só colocar lixívia no chão mas o pivete de cada vez que entrava em casa... foram largos anos. é a vida.
agora tens um novo elemento na família. não é fácil, mas não desistas...

Namorado disse...

Agora és pai. Um pai não abandona os filhos. Não me desiludas.

silvestre disse...

Ah pois. É isso mesmo. Por isso peço forças, como muitos pais com bebés ;)

João Roque disse...

Numa casa com gatos, eles são os reis.
Mas olha que as minhas, em pequenas, quando faziam asneiras das grandes, ás vezes levavam com um jornal no lombo.
E há um sítio da casa para onde elas vão quando fazem asneiras e lhes berro, pois elas sabem quando fazem asneiras, se lhes berrares.
É preciso paciência.