segunda-feira, abril 20, 2015

Amigo

Esta palavra tornou-se demasiado polissémica.

7 comentários:

Marisa Maria disse...

Ando numa fase em que me questiono muitas vezes sobre isto da amizade...

silvestre disse...

Como estou a passar um capítulo difícil da vida levei um banho de realidade estupendo. Mas é bom ter as águas separadas :)

Mark disse...

... e desprovida de conteúdo.

Carla Sousa disse...

A idade tem-me mostrado que é o tempo que define quem são os nossos amigos, os verdadeiros. Até esse momento, temos, por vezes, desilusões, desencontros com um sentimento que achávamos certo. São coisas que moem, sem dúvida, mas também fazem a triagem do importante do acessório, mesmo que só consigamos perceber isso bem mais tarde.

Abraço*

No Limite do Oceano disse...

Amigo consegue ser uma palavra tão gasta como certas peças de roupa, que ficam finas e facilmente se rasgam.

N a m o r a d o disse...

Um amigo é um namorado com que não se faz sexo LOL Portanto há que escolher bem. Nem tod@s são merecedores dessa condição.

João Roque disse...

Assino por baixo o comentário de Carla Sousa.