segunda-feira, fevereiro 01, 2016

Cortei as unhas ao gato e sobrevivi

Em conversa com o namorado e depois de múltiplos arranhões provocados em momentos de excitação decidimos que tínhamos mesmo de cortar as unhas ao gato. O Limão no início não percebeu bem o que se estava a passar e continuou no seu normal estado mimoso. Quando lhe cortei a primeira unha rugiu como um leão e correu dali para fora escadas acima. O meu rapaz lá foi a correr atrás dele e conseguiu apanhá-lo, mas percebemos que não íamos ter sucesso porque ele estava assanhado. Foi então que ele teve a brilhante ideia de embrulhar o Limão numa toalha de praia e deixar-lhe uma pata de fora e ir cortando uma a uma. Resultou, mas dentro da toalha vinham sons que nunca tinha ouvido num gato e parecia um poltergeist. Quando acabamos o Limão estava fulo da vida e ainda levou uns bons 30 minutos a dar-me dentadas na perna. por fim acalmou-se e voltou a ser o gato que conheço, que se deita em cima de nós e passa a noite a lamber-nos as mãos. Daqui a uns 3/4 meses temos de repetir. Vai ser de novo um vendaval. 

7 comentários:

Magg disse...

Que estranho. Conheço pessoas que cortam as unhas aos gatos mas foram sempre situações de excepção. Vocês têm algo para que o Limão desbaste as unhas ( sem ser cartão ) ? Nós sempre usámos um tronco de uma árvore de fruto. Nunca houve necessidade de cortar as unhas ao bichedo e já lá vão 3 gatos.

p.s. ehehe conheço esses sons e são deveras impressionantes. Silvestre prepara-te porque daqui a 3/4 meses será pior ... os gatos não esquecem ... :D

Eolo disse...

O truque com a minha é uma pessoa segura e eu pego nas patas e corto, é muito na onda do Revenant mas não dura meia hora. :)

silvestre disse...

@magg: ele tem várias coisas para arranhar mas não sei porquê aquelas unhas são de betão.

silvestre disse...

@Eolo: tentamos ser um a agarrar e o outro a cortar, mas ele parecia que estava num exorcismo e tivemos de mudar de estratégia

Margarida disse...

eu comecei a cortar as unhas aos meus de pequeninos. de início, odiavam, e ainda hoje a Dalila tem muito medo (é uma gata muito medricas) e eu falo baixinho e estico uma garra e corto uma, depois outra... o truque é ir com calma, mas os meus não gostam nada de estar indefesos de barriga para cima, é a verdade
ainda ontem os meus foram à patacure :p

comprei na sportzone uns protectores de soalho, daqueles quadrados grandes de borracha que se colocam sob os aparelhos grandes de ginástica. os meus afiam as unhas aí. tenho um na sala e outro no quarto deles. o mais giro é eles enfiarem-se debaixo do quadrado e arrastarem-se no chão assim :D

silvestre disse...

@margarida: deve ser uma visão ver os quadrados a andar :D
par o limão tenho tapetes de limpar os pés espalhados pela casa. Ele arranha aí. E vai mudando as unhas, mas nunca vi um gato com uma unhas tão grandes e afiadas. A ver se ele não me odeia muito agora que vai ter sempre as unhas cortadas.

Horatius disse...

Acho este post tao fofo :D