quarta-feira, janeiro 19, 2011

Mas anda tudo doido? (Renato Seabra files)

Li ontem que a mãe do miúdo que matou/torturou o Carlos Castro não tem dinheiro para a defesa que se adivinha muito cara (tipo 113000 euros). Como tal estão a pensar lançar um fundo de solidariedade para que o 'cidadão generoso' contribua para a defesa. Estamos aqui, estamos a financiar compra de armas para a Al Qaeda ou explosivos para as bombas da ETA. Se a moda pega estamos lixados. Eu compreedo que um rapaz jovem deu cabo da sua vida, mas foi opção do rapaz jovem (que tinha liberdade para se pirar dali, pois não estava algemado a uma mesa) e agora há que arcar com as consequências. E andamos a falar do quê? Ok. Eu também não morria de simpatia pelo Carlos Castro (nenhuma), mas o miúdo torturou, assassinou e mutilou. E para mim branqueamento só na roupa branca. Ponto.

7 comentários:

Pinot disse...

Ah, pois é! Chama-se Fundo Homofóbico. Não sabias? Tem muitos dadores, suponho. Muito mais que de medúla.

J. Maldonado disse...

Concordo plenamente e não acrescento mais nada...

silvestre disse...

@Pinot: infelizmente acho que tens razão.

tiago disse...

Não condeno aquela família por tentar ajudar o rapaz. Creio que muita gente irá ajudar de livre vontade. Os motivos pelos quais cada um ajuda é que podem ser discutíveis.
Se fosse meu amigo, independentemente de tudo, era o primeiro a contribuir, mas isto sou eu que sou muito novo e sei poucas coisas da vida!

provocação disse...

O que questiono é o que pretendem conseguir com a defesa... ele de 25 anos não se safa, estão a querer livrá-lo da perpétua? Acho que dificilmente o querer
ao sustentar até ao fim da vida nos EUA, quase de certeza que ainda que seja condenado a perpétua o mais certo é libertarem-no ao fim de 30 anos por bom comportamento e deportarem-no.
A mãe que poupe o dinheiro para as visitas... eu a única coisa que acho desumana é um detido seja ele qual fôr, ficar longe da família... sempre achei que isso é a verdadeira luta que as amnistias deviam ter e que não têm.

conceicaobarreta disse...

Também penso o mesmo,provocação também acho que sim,porque ali a justiça anda rápido,bem os pais da Maddie coitadinha da menina,também tinham ou abriram um fundo e se calhar até sabem o que aconteceu,mas deus nos livre de uma coisa assim tão macabra na família.

Sofia P. disse...

Menos importante, mas ainda assim deixou-me ontem a pensar "mas esta gente tem cá uma lata", foi quando um escuteiro me quis vender uma rifa "para ajudar os escuteiros a ganhar uma experiência A Vida é Bela". Tenho destinos melhores para dar ao meu dinheiro, não?!